maio 22 2010

Ajax com JSF 1.2 utilizando JBoss RichFaces

Category: RichFacesEdson Gonçalves @ 1:49

Olá Pessoal, tudo bom? Como vão vocês?

Muitos leitores perguntam como usar o RichFaces para trabalhar com o framework JavaServer Faces 1.2.

Este artigo ensina como configurar o RichFaces em sua aplicação JSF, criando um pequeno exemplo, já conhecido na Internet, para demonstrar seu funcionamento.

O RichFaces

O RichFaces é um conjunto de componentes JSF ricos que estendem ou adicionam novos ao JSF padrão.

Sem necessitar de uma linha sequer de JavaScript, o RichFaces fornece componentes que possibilitam utilizar suas páginas sem que haja um reload padrão (quando submetemos uma página ou formulário ao servidor), o que chamamos de AJAX (Asynchronous JavaScript And XML).

Os componentes RichFaces são divididos em duas bibliotecas de tags:  a RichFaces, que fornece temas (skin)  e Ajax4jsf Component Development Kit (CDK).

Obtendo e instalando o Eclipse IDE

Para desenvolver aplicações Web usando a plataforma Eclipse, primeiramente você deverá ter o Eclipse em um ambiente voltado para o desenvolvimento Java EE. Para obter o Eclipse IDE, já configurado com o ambiente Web, vá ao endereço http://www.eclipse.org/downloads/ e selecione o link Eclipse IDE for Java EE Developers.

Ao baixar, descompacte em um local desejado de sua máquina.

O plug-in JBoss Tools

Após a descompactação do Eclipse, execute-o para que possamos baixar o plug-in JBoss Tools, que auxiliará no desenvolvimento da aplicação. No Eclipse, vá ao menu Help>Install New Software. Digite o endereço  http://download.jboss.org/jbosstools/updates/stable/galileo/ em Work with e clique no botão Add. Digite JBoss Tools em Name, no diálogo que surgiu e confirme no botão OK.

Prossiga no assistente até baixar e instalar o plugin. Reinicie o Eclipse IDE no final da instalação.

Baixando o RichFaces

Todas as bibliotecas serão utilizadas como no projeto original, menos a do Apache Trinidad que será substituída.

Para baixar as bibliotecas do RichFaces, clique aqui.

A versão utilizada neste tutorial é a RichFaces 3.3.3. Entretanto, versões mais recentes poderão ser usadas, desde que compatíveis com o framework JSF 1.2.

Baixe a versão  Stable Builds, por ser considerada a estável para produção.

Figura 1 – Página de download do RichFaces

Figura 1 – Página de download do RichFaces

O Servidor Java

Para este artigo, vamos utilizar o Tomcat 6.0.x.

As bibliotecas

Para trabalhar com o JavaServer Faces, primeiramente será preciso configurar os arquivos e a estrutura necessária.

Alguns servidores, assim como o contêiner Servlet Tomcat 6, por padrão, não possuem suporte direto ao JavaServer Faces, ou seja, não contém as bibliotecas necessárias para o desenvolvimento com o mesmo.

Caso queira

Para baixar o JSF, faça download no endereço https://javaserverfaces.dev.java.net/, ou diretamente, clicando aqui. Ao baixar o arquivo, simplesmente desempacote em um diretório de sua escolha.

JavaServer Faces rodando em seu aplicativo Web

Para ter o JavaServer Faces 1.2 em sua aplicação, você possui dois arquivos do tipo JAR:

  1. jsf-api.jar
  2. jsf-impl.jar

As bibliotecas JSTL

Adicionadas por padrão pelo JBoss Tools, quando criado um projeto, com dois arquivos JARs:

  1. jstl.jar
  2. standard.jar

Os arquivos JSTL estão no endereço  http://www.apache.org/dist/jakarta/taglibs/standard/binaries/, caso tenha interesse em saber onde encontrar.

Para torná-los disponíveis em sua aplicação é simples, basta colocar esses arquivos listados no diretório lib, encontrado em WEB-INF de sua aplicação Web.

Porém, como vamos utilizar um ambiente de trabalho baseado no Eclipse IDE, será mais fácil essa configuração.

As bibliotecas RichFaces

Ao baixar e descompactar, dentro do diretório lib, encontrado na descompactação, temos estes três arquivos:

  • richfaces-api-3.3.3.Final.jar
  • richfaces-impl-3.3.3.Final.jar
  • richfaces-ui-3.3.3.Final.jar

Criando o projeto

Crie um novo projeto indo ao menu File>New>Project. Na caixa de diálogo New, selecione JBoss Tools Web>JSF>JSF Project. Clique no botão Next.

Figura 2 – Diálogo New Project com JSF Project selecionado

Figura 2 – Diálogo New Project com JSF Project selecionado

Na segunda etapa, digite o nome do projeto, em Project Name e continue com Next.

Figura 3 – Segunda etapa com o nome do projeto

Figura 3 – Segunda etapa com o nome do projeto

Na terceira etapa, selecione em New o servidor de aplicações Java que vamos utilizar. No caso, selecionaremos o Tomcat.

Figura 4 – Selecionando um novo servidor para rodar a aplicação

Figura 4 – Selecionando um novo servidor para rodar a aplicação

Figura 5 – Seleção do Apache Tomcat 6.0

Figura 5 – Seleção do Apache Tomcat 6.0

Na configuração do servidor de aplicativos Apache Tomcat, caso você não tenha ainda baixado e instalado, pode clicar no botão Download and Install. Termine o diálogo clicando no botão Finish.

Figura 6 – Local da instalação do Apache Tomcat

Figura 6 – Local da instalação do Apache Tomcat

Termine o projeto, agora que já possuímos o Tomcat configurado, clicando no botão Finish.

Figura 7 – Servidor Tomcat configurado no projeto

Figura 7 – Servidor Tomcat configurado no projeto

Como estamos usando o JBoss Tools, na finalização do projeto, o Eclipse lançará uma mensagem perguntando se desejamos mudar de perspectiva. Diga que sim, clicando em Yes.

Figura 8 – Pedido de alteração de perspectiva

Figura 8 – Pedido de alteração de perspectiva

O Eclipse alterará de perspectiva, colocando na Web Development, onde temos outras views na lateral esquerda.

Observe na view Package Explorer o projeto com seus arquivos e bibliotecas adicionadas.

Figura 9 – Projeto criado

Figura 9 – Projeto criado

Observação: Um detalhe importante neste formato de projeto é que, diferente de uma aplicação Web criada pelo plugin WTP do Eclipse, é que as bibliotecas no plugin JBoss Tools ficarão em lib.

Importando as bibliotecas

Vamos agora importar as bibliotecas do projeto. Clique com o direito do mouse sobre o diretório lib, na view Package Explorer e selecione, no menu de contexto, o item Import.

Figura 10 – Seleção do Import no menu de contexto

Figura 10 – Seleção do Import no menu de contexto

Na caixa de diálogo Import, selecione General>File System e clique no botão Next.

Figura 11 – Caixa de diálogo Import com General>File System selecionado

Figura 11 – Caixa de diálogo Import com General>File System selecionado

Na segunda etapa da importação, selecione no botão Browse o local onde se encontram os arquivos do RichFaces (as bibliotecas). Selecione somente as listadas anteriormente neste artigo e confirme no botão Finish.

Figura 12 – Selecionando as bibliotecas do RichFaces para importação no diretório lib

Figura 12 – Selecionando as bibliotecas do RichFaces para importação no diretório lib

Repita o mesmo processo, importando novos arquivos para o diretório lib do projeto, só que desta vez, adicionando as bibliotecas do JavaServer Faces 1.2.

Figura 13 – Seleção das bibliotecas JSF para importação no diretório lib

Figura 13 – Seleção das bibliotecas JSF para importação no diretório lib

No final, veremos as bibliotecas importadas no projeto, junto as existentes desde sua criação, como mostra a Figura 14.

Figura 14 – Bibliotecas existentes no projeto

Figura 14 – Bibliotecas existentes no projeto

Configurando o RichFaces no deployment descriptor

No arquivo web.xml adicione as configurações necessárias para termos o JBoss RichFaces, como mostra a Listagem 1 a seguir:

Listagem 1 – O arquivo web.xml com o RichFaces configurado

O RichFaces possui um template padrão para seus componentes. A configuração deste template é feita no web.xml, através dos seguintes elementos:

Os temas existentes até o momento são:

  • DEFAULT
  • plain
  • emeraldTown
  • blueSky
  • wine
  • japanCherry
  • ruby
  • classic
  • deepMarine
  • NULL
  • laguna
  • darkX
  • glassX

Para funcionar os componentes RichFaces e Ajax4fjsf, incluímos o filtro org.ajax4jsf.Filter, com os seguintes elementos:

Criando o JavaBean Texto

Com o direito do mouse sobre o projeto, selecione New>Class no menu de contexto.

Na caixa de diálogo New Java Class, preencha o pacote (br.com.integrator) e o nome da classe, no caso Texto, em Name. Confirme no botão Finish.

Figura 15 – A classe Texto

Figura 15 – A classe Texto

Altere a classe Texto conforme mostrado na Listagem 2.

Listagem 2 – O JavaBean Texto

Configurando o Managed Bean

Abra o arquivo faces-config.xml, e clique na aba inferior Tree. Em Faces Config Editor, clique no item Managed Beans. Na lateral direita, clique em Add, como mostra a Figura 16.

Figura 16 – Configurando um Managed Bean no arquivo faces-config.xml

Figura 16 – Configurando um Managed Bean no arquivo faces-config.xml

Na caixa de diálogo New Managed Bean, mantenha Scope como request. Em Class, clique em Browse e selecione a classe br.com.integrator.Texto. Digite o nome, em Name, do Managed Bean de textoBean. Confirme em Finish.

Figura 17 – Configurando o Managed Bean textoBean

Figura 17 – Configurando o Managed Bean textoBean

Se clicarmos em Source, veremos que a ferramenta configurou visualmente o XML de faces-config.xml como na Listagem 3.

Listagem 3 – O managed bean textoBean adicionado ao faces-config.xml

Figura 18 – O arquivo faces-config.xml com o managed bean textoBean configurado

Figura 18 – O arquivo faces-config.xml com o managed bean textoBean configurado

Criando a página JSF com suporte ao RichFaces

Mude agora para a view Web Projects, que está ao lado de Package Explorer.

Figura 19 – A view Web Projects

Figura 19 – A view Web Projects

Com o direito do mouse sobre WebContent, vá no menu de contexto em New>File>JSP. No diálogo New File JSP, dê o nome no arquivo de richfaces, selecione JSFBasePage em Template e prossiga no assistente, clicando em Next.

Figura 20 – Criando uma página JSF

Figura 20 – Criando uma página JSF

Na última etapa de criação da página, marque as tag libraries: JBoss Ajax4jsf, JBoss RichFaces, JSF Core e JSF HTML. Finalize no botão Finish.

Figura 21 – Seleção das taglibs da página

Figura 21 – Seleção das taglibs da página

Com a página richfaces.jsp criada e aberta no editor, altere-a deixando exatamente como mostrado na Listagem 4 a seguir:

Listagem 4 – A página richfaces.jsp completa

Figura 22 – Página richfaces.jsp no editor visual e de códigos do JBoss Tools

Figura 22 – Página richfaces.jsp no editor visual e de códigos do JBoss Tools

Observe que o editor de códigos do JBoss Tools deverá reconhecer o Managed Bean.

Figura 23 – Reconhecimento do Managed Bean pelo editor de códigos

Figura 23 – Reconhecimento do Managed Bean pelo editor de códigos

Por fim, execute a página indo ao meu Run> Run As>Run on Server. Na caixa de diálogo, deixe o Tomcat como escolha para executar o projeto e clique no botão Next.

Figura 24 – Selecionando o servidor Java para executar o projeto

Figura 24 – Selecionando o servidor Java para executar o projeto

Adicione em Configured o projeto e clique no botão Finish. Neste momento o Apache Tomcat iniciará, executando a página JSF contendo o AJAX do RichFaces.

Figura 25 – Finalizando o assistente para executar o projeto no Apache Tomcat

Figura 25 – Finalizando o assistente para executar o projeto no Apache Tomcat

O aplicativo é de simples compreensão. Simplesmente o texto digitado no campo de texto é enviado ao servidor, levado ao Managed Bean textoBean, representado pela classe Texto, cujo é retornado ao label abaixo, em Resultado. Em uma página JSF comum, teríamos que submeter a página para termos tal resultado. Como estamos usando AJAX, o texto vai sendo digitado e enviado a cada nova letra para o servidor e retornada a página sem um reload no browser.

Figura 26 – A página executada

Figura 26 – A página executada

Este envio ao servidor sem reload na página e o retorno é feito graças ao Ajax4jsf, pela tag <a4j:support />:

<h:inputText id=“texto” value=”#{textoBean.texto}”>

<a4j:support event=”onkeyup” reRender=”resultado”/>

</h:inputText>

Esta tag trabalha com o evento JavaScript onkeyup, que chama o servidor e renderiza o resultado onde o atributo reRender estiver apontando. Observe que esta tag está dentro da tag JSF <h:inputText/>, que é exatamente onde ela trabalhará para receber o evento e se comunicar com o servidor, transmitindo as informações nela contidas.

No próximo artigo

No próximo artigo sobre RichFaces, vamos ver como trabalhar com Upload de arquivos, cuja dúvida é muito comum nesta biblioteca.

Até o próximo artigo pessoALL.

Tags: , , , , ,

10 Responses to “Ajax com JSF 1.2 utilizando JBoss RichFaces”

  1. Wanderson Reliquias says:

    Parabens muito bom!!!!!
    Muito bem explicado!!!

  2. lazaro melo says:

    parabéns muito bem explicado, tornando facil o entendimento…

  3. Edson Gonçalves says:

    @Wanderson,

    Obrigado.

  4. Edson Gonçalves says:

    @Lazaro,

    Obrigado.

  5. Diego says:

    Seu blog é o melhor de todos cara.

    valeu!!!!!

  6. leonardo says:

    Virei fã! Parabéns…

  7. Luis says:

    Muito bom seu site.
    Um pedido poderia fazer um tutorial com Spring + richfaces + hibernate. Se é que isso é possível.

  8. Edson Gonçalves says:

    @Luis,

    Já tenho feito. Só preciso passar para o blog.

  9. Alberto says:

    Edson, parabéns pelo conteúdo publicado.
    Estamos aguardando agora a publicação sobre uploads já que como você mesmo comentou existe muita dúvida sobre esta biblioteca.

  10. Jean Carlos Bezerra says:

    Parabéns

    Ótimo artigo sobre Richfaces, bem franco e coeso.

    Abraços e muito sucesso!!

Leave a Reply