set 22 2011

O que estou fazendo no momento

Category: Off-TopicEdson Gonçalves @ 21:46

Olá Pessoal, tudo bom? Como vão vocês?

Sei que estou sumido do blog. Muitos leitores estão, nestes meses, me mandando comentários pedindo  a continuação de alguns artigos, de séries, que comecei e ainda não terminei. Quero informar a todos que, neste momento, estou renovando meus livros, por isso parei um pouco de postar no blog.

Muitas pessoas já sabem, outras nem fazem muita ideia, mas escrever toma muito tempo. Quem possui pouco tempo livre, como eu, no caso, é deixar os finais de semana com a família e  o descanso das noites, para nos dedicar a escrita.

Os escritores que sempre apoio em meu blog, até mesmo outros que desejarem aparecer no mural, só entrar em contato comigo. Sei o quanto é difícil divulgar um livro e ter um pouco de reconhecimento. Muita gente acha que ganhamos dinheiro com livros, que ficamos ricos, mas estou aqui para desmentir. Na área de informática, quem escreve é para ter o prazer de ajudar aqueles que estão com as mesmas dificuldades que, com certeza, passamos um dia.

Quero deixar aqui os meus sinceros agradecimentos a todos aqueles que postam comentários elogiando, criticando e pedindo mais tutoriais no blog. Para aqueles que não liberei os comentários, fiquem tranquilos que eu os li. Só não os liberei, muitas vezes, porque não tive tempo ou, por serem pedidos e perguntas relacionadas diretamente a mim, sobre o assunto, não me permiti o tempo necessário para responde-los.

Assim que terminar o meu primeiro objetivo, que é a completa reformulação e atualização, do livro “Desenvolvendo Aplicações Web com JSP, SERVLETS, JAVASERVER FACES, HIBERNATE, EJB 3 PERSISTENCE E AJAX”, voltarei a postar os diversos tutoriais, que já os tenho quase prontos, no blog.

Deixo aqui o espaço aberto, neste tópico, para que comentem o que acham interessante de estar neste livro que estou trabalhando. Já garanto que muitas criticas e pedidos, vindos de algumas centenas de leitores, não serão ignorados. Professores de universidades, faculdades e escolas técnicas do Brasil e alguns países de língua portuguesa, que também me procuraram para deixar seus pedidos e criticas, quero manter meu compromisso de que todos serão levados em consideração.

Agradeço a compreensão de todos.

Bons códigos!

Tags: , , , , , , , , , , , , ,


fev 27 2010

Spring MVC 3.0 na prática – Parte 1

Category: Spring MVC 3.0Edson Gonçalves @ 2:50

Olá, tudo bom? Como vão vocês?
Este artigo é o primeiro de uma série ao qual vou ensiná-los a trabalhar com o Spring MVC 3.0.
Nesta primeira parte iremos conhecer o framework Spring MVC 3.0 através de um simples exemplo no estilo “Hello World!”.
Dúvidas e críticas são bem vindas.

Iniciando com o Spring MVC 3.0

Embora no Brasil o mais famoso do Spring Framework seja sua implementação tradicional como contêiner IoC (Inversion of Control – Inversão de Controle[¹]), também temos um excelente framework Web chamado de Spring MVC.

O Spring MVC é um framework open-source que usa como princípio o design MVC  Model 2, ao qual possui suporte, em sua view, também para outras tecnologias como: JSP/JSTL/Tiles, XML/XSLT, Velocity e  FreeMarker. A integração com JasperReports e exportação de documentos para PDF e Excel também estão inclusas.

Em Spring MVC 3.0 – Parte 1, iremos aprender a configurar um ambiente e rodar um exemplo simples utilizando o Spring MVC 3.0.

Download do Framework

Para trabalhar com o Spring MVC 3.0, você deve realizar o download na página: http://www.springsource.org/download. No momento em que este artigo é escrito, a versão utilizada é a Spring Framework 3.0.1.RELEASE. Clique em Download. Neste framework, temos mais de uma opção para baixar. Vamos escolher apenas o framework, cujo tamanho é o menor de todos.

Download do Spring Framework em sua página oficial

Figura 1 - Download do Spring Framework em sua página oficial

Ao baixar, descompacte o arquivo extraindo todos os JARs existentes no diretório lib.

O ambiente de trabalho

A própria empresa responsável pelo Spring Source, divisão da VMware, possui uma ferramenta completa, criada sobre a plataforma Eclipse, chamada de SpringSource Tools Suite.

Para baixar o SpringSource Tools Suite, clique aqui, preencha o formulário e faça o Download. Como a ferramenta possui uma opção de instalador, use-a como facilitador se desejar. Na própria página onde baixar o arquivo, haverá a explicação da instalação em cada plataforma, em Installation Instructions.

Criando um projeto

No SpringSource Tools Suite, clique no menu File>New>Dynamic Web Project. Na caixa de diálogo New Dynamic Web Project, digite ConhecendoSpringMVC (ou o nome que desejar dar) em Project name.

O SpringSource Tools Suite possui embutido um servidor de aplicações Java Web baseado no Apache Tomcat 6, só que com algumas modificações. Como já o temos por padrão, ele será utilizado no primeiro projeto de exemplo.  Confirme no botão Finish.

Criando o projeto ConhecendoSpringMVC

Figura 2 - Criando o projeto Conhecendo SpringMVC

O Apache Tomcat no Projeto

Caso deseje configurar o Apache Tomcat 6.0.x, pode ser adicionado através do botão New. Siga os passos a seguir para instalar:

1) Expanda Apache e selecione Apache Tomcat v6.0. Clique em Next;

Selecionando o Apache Tomcat v6.0 para adicionar a ferramenta

Figura 3 - Selecionando o Apache Tomcat v6.0 para adicionar a ferramenta

2) Na etapa seguinte, em Tomcat Server, selecione Download and Install;

Baixando e Instalando o servidor Apache Tomcat

Figura 4 - Baixando e Instalando o servidor Apache Tomcat

3) Antes de baixar, aceite os termos de licença. Confirme no botão Finish.

Termos de licença para a instalação automática do Tomcat

Figura 5 - Termos de licença para a instalação automática do Tomcat no SO Windows 7

Determine o local onde será instalado o Apache Tomcat e confirme. Retornando a etapa onde determinamos o local de instalação do Tomcat, se houver erro de não reconhecimento após baixá-lo (veja a execução do download na barra de status da ferramenta), clique em Browse e OK novamente para que seja reconhecido o local de instalação. Por fim, confirme em Finish.

Finalizando o projeto

Após retornar a etapa final do projeto, confirme no botão Finish. O SpringSource Tools Suite pedirá para que você mude de perspectiva. E confirme.

Associando a perspectiva ao tipo de projeto a ser criado

Figura 6 - Associando a perspectiva ao tipo de projeto a ser criado

Ao finalizar o assistente, terá um projeto criado e acessível através da view Project Explorer.

Projeto com sua estrutura gerada

Figura 7 - Projeto com sua estrutura gerada

Adicionando as bibliotecas ao projeto

Clique com o direito sobre o projeto, na view Project Explorer e selecione, no menu de contexto, o item Properties.

Na caixa de diálogo aberta, vá até Java EE Module Dependencies e adicione os seguintes JARs do Spring Framework que descompactou (através do botão Add JARs):

org.springframework.asm-3.0.1.RELEASE-A.jar
org.springframework.beans-3.0.1.RELEASE-A.jar
org.springframework.context.support-3.0.1.RELEASE-A.jar
org.springframework.context-3.0.1.RELEASE-A.jar
org.springframework.core-3.0.1.RELEASE-A.jar
org.springframework.expression-3.0.1.RELEASE-A.jar
org.springframework.web.servlet-3.0.1.RELEASE-A.jar
org.springframework.web-3.0.1.RELEASE-A.jar

Após adicionar estes JARs, clique em OK para confirmar.

Bibliotecas do Spring Framework adicionadas ao projeto

Figura 8 - Bibliotecas do Spring Framework adicionadas ao projeto

Seu primeiro projeto Spring MVC 3.0

O projeto deste artigo como início será o famoso “Hello World”, necessário para compreendermos as configurações básicas do framework.

Configurando o web.xml

Dê um duplo clique em  Deployment Descriptor na view Project Explorer e altere o arquivo conforme é exibido na Listagem 1:

Listagem 1 – Configurações do Spring Framework no web.xml

Para que o Spring funcione, incluindo o seu módulo MVC, utilizamos o servlet org.springframework.web.servlet.DispatcherServlet, configurado no arquivo web.xml da aplicação.

Por padrão, o Spring MVC procura por beans em arquivos de configuração do próprio framework cujo o princípio de nome possui um similar ao do Servlet configurado no web.xml, seguido de -servlet.xml. A Listagem 2 coloca em prática esta situação, criando o arquivo springmvc-servlet.xml.

Criando o arquivo springmvc-servlet.xml

Para criar o arquivo, clique com o direito do mouse sobre o diretório WebContent/WEB-INF, selecionando no menu de contexto o item XML.

Se estiver utilizando o SpringSource Tool Suite, selecione no menu de contexto o item New>Other.

Na caixa de diálogo New, selecione Spring>Spring Bean Configuration File e prossiga no assistente.

Criando um arquivo de configuração do Spring

Figura 9 - Criando um arquivo de configuração do Spring

Na segunda etapa, mantenha o diretório WEB-INF selecionado e digite o nome do arquivo de springmvc-servlet.xml. Tirando “–servlet.xml”, o nome springmvc foi definido por você no arquivo web.xml da Listagem 1.

Definindo o nome do arquivo

Figura 10 - Definindo o nome do arquivo

Na terceira etapa, selecione os seguintes namespaces e seus respectivos XSDs:

beans – http://www.springframework.org/schema/beans
http://www.springframework.org/schema/beans/spring-beans-3.0.xsd

context – http://www.springframework.org/schema/context
http://www.springframework.org/schema/context/spring-context-3.0.xsd

Seleção do primeiro namespace do arquivo de configuração do Spring MVC

Figura 11 - Seleção do primeiro namespace do arquivo de configuração do Spring MVC

Listagem 2 – Configurações do arquivo springmvc-servlet.xml

O arquivo springmvc-servlet.xml é lido graças ao seguinte trecho encontrado dentro do arquivo web.xml:

Com a classe org.springframework.web.servlet.view.InternalResourceViewResolver, pré-fixamos o caminho das páginas em /WEB-INF/jsp/ e com o sufixo “.jsp”. InternalResourceViewResolver é uma subclasse de UrlBasedViewResolver, que suporta JSTL, também usada em nossas views.

Como boa prática recomendada pelo Spring, colocamos as páginas JSP dentro do diretório WEB-INF, impedindo assim seu acesso direto, manualmente, através da URL.

Criando o Controller

Com o direito do mouse sobre  Java Resources:src, selecione no menu de contexto New>Class. Na caixa de diálogo New Java Class, digite o pacote e, em OlaMundoController no campo Name. Confime em Finish a criação da classe.

Criação da classe OlaMundoController

Figura 12 - Criação da classe OlaMundoController

Altere a classe como mostrado na Listagem 3.

Listagem 3 – A classe OlaMundoController

Desde a versão do Spring MVC 2.5, podemos declarar uma classe controller utilizando simplesmente a anotação @Controller, de org.springframework.stereotype.Controller. Esta anotação permite que o Spring faça uma varredura automatica nas classes através do elemento <context:component-scan>.

Através da anotação @RequestMapping, definimos o caminho HTTP que será utilizado na aplicação, sendo mapeada pela classe. Na prática, todas as chamadas à aplicação contendo “/ola” serão analisadas pela classe controller.

DispatcherServlet (configurado no arquivo web.xml – Listagem 1) é o responsável por receber todas as requisições do cliente, executando a parte comum destes pedidos e delegando implementações específicas para os controllers. Este servlet é responsável por ler todas as configurações e usar a leitura de componentes deste framework.

Após DispatcherServlet receber o pedido e fazer o seu trabalho, ele tenta encontrar um controller, usando a interface HandlerMapping (implementada pelos objetos que definem um mapeamento entre requisições e manipulações).

Ao encontrar o controller, o método handleRequest(HttpServletRequest request, HttpServletResponse response) é chamado com a responsabilidade do pedido e, caso seja necessário, retorna um adequado ModelAndView.  Como padrão, uma instância de ModelAndView consiste em um nome da view e um Map, que contém nomes do bean e objetos correspondentes (como um comando ou formulário, contendo dados).

No caso, o Controller chama a view ola e passa mensagem com o valor de “Conhecendo o Spring MVC 3.0”.

Criando a View

Clique com o direito sobre o diretório WebContent/WEB-INF e selecione, no menu de contexto, o item New>Folder. Chame este diretório de jsp. Estamos fazendo isso porque será onde adicionaremos a página JSP. Este nome foi configurado no arquivo springmvc-servlets.xml, conforme a Listagem 2 no elemento <property value=”/WEB-INF/jsp/”/>.

Clique novamente com o direito do mouse, só que, desta vez,  sobre o diretório jsp recém criado, selecionando New>JSP.

Na caixa de diálogo chame de ola.jsp e clique no bota Finish. Altere como mostrado na Listagem 4.

Listagem 4 – A View ola.jsp

Para visualizar a página, digite em seu navegador:

http://localhost:8080/ConhecendoSpringMVC/ola

Resultado da saída gerada pelo Spring MVC 3.0

Figura 13 - Resultado da saída gerada pelo Spring MVC 3.0

O projeto

O resultado final de todos os arquivos criados e configurados no projeto será como mostrado na Figura 14.

Figura 14 – O projeto completo

Figura 14 – O projeto completo


[¹] Veja mais sobre IoC e DI no site do Martin Fowler: http://martinfowler.com/articles/injection.html

Tags: , , ,